24.6.17

100 coisas que me fazem feliz

52. aterragens no cockpit.

100 coisas que me fazem feliz

51. duches com a pressão de água perfeita.

100 coisas que me fazem feliz

50. lavar o cabelo no cabeleireiro

100 coisas que me fazem feliz

49. ar condicionado

100 coisas que me fazem feliz

48. o cheiro dos livros

100 coisas que me fazem feliz

47. hoteis que servem o pequeno almoço até ao meio dia

New york - as seen from the clouds






ps: se olharem com atenção, nas terceira e quinta fotografias conseguem ver lá ao fundo, mesmo na linha do horizonte, os grandes arranha céus de manhattan.

Quando uma pessoa pensa que vai aproveitar a manhã no hotel para pôr este blogue em dia...

... e o hotel tem a internet mais lenta do mundo.

16.6.17

Ya

desde que me [re]começou a dar a maluquice dos livros já comprei três e tenho mais oito nos shopping bag de vários sites. é a desgraça.
Tell them all I know now. Shout it from the roof tops, write it on the sky line. All we had is gone now. Tell them I was happy and my heart is broken, all my scars are open. Tell them what I hoped would be impossible.

8.6.17

Oiçam o que vos digo

quando precisas que o mundo te mostre que afinal não é bem assim, o mundo prova-te que és a pessoa mais sábia de sempre e dá-te toda a razão. estavas certa, não viste mal as coisas, estavas mesmo certa; quando queres que o mundo te dê um aperto de mão e te diga é isso mesmo, estás a ir no caminho certo, ele tira-se o tapete dos pés e mostra que afinal não é bem assim.
só estamos certos quando não é suposto estarmos. como é possível seguir em frente com isto, hein?

6.6.17

Yup

depois de dias a sentir-me deprimida, começo a achar que o que eu preciso é de mais projetos, mais livros, mais ocupação, menos horas vazias.

Manganet pergunta

qual o vídeo que querem ver primeiro? uma receita gulosa, como corrigir os erros no bullet journal, diferentes tipos de sleep trackers ou conhecer a minha coleção de canetas? é escolher.

Focus


falta menos de um mês para ir ficar de papo para o ar num paraíso assim.

19:06h

há algo de trágico e poético em ter os pensamentos escritos em guardanapos.

2.6.17

O estado da minha vida

já não sei se é jet lag ou se é mesmo só preguiça.

23.5.17

Uma pirosa

vi o último episódio de grey's e, embora não tenha chorado, fiquei com o coração pequeno pequenino.
há bocado fim um filme qualquer ranhoso sobre noivas que estava a dar na fox life (e que nem apanhei desde o início) e chorei que nem um bebé.

21.5.17

Six months ago today

Há seis meses atrás, no dia de hoje, o sol decidiu aparecer por entre as nuvens no céu da Irlanda. Há seis meses atrás, filmei aqueles que foram os últimos segundos que passei naquela pista de aeroporto que tantas e tantas vezes tratei por 'tu'. Passou meio ano desde então e, embora esta tenha sido ainda a última vez que tive todo aquele verde no meu horizonte, posso dizer que Dublin terá sempre um lugar especial no meu coração. Já estive em muitos sítios, vi muitas cidades novas desde então, mas Dublin será sempre o sítio onde embora o inverno seja mais longo, o verde também é mais verde, o outono é mais outono e o verão fica mais fácil. Dublin será sempre o sítio onde tudo começou. E uma parte de mim vai sempre estar lá. O nosso caminho somos nós que o escolhemos. E eu não me arrependo nem por um minuto de ter escolhido um caminho que me tenha levado até aquela cidade mais - tão - a norte. Hoje percebo, embora na altura não o soubesse, que muito do que sei e sou hoje, aprendi-o ali. O preço dos sonhos paguei-o alto ali. As mais pesadas lágrimas chorei-as ali. E Portugal nunca me soube tanto a casa como quando fui para ali. Andei na melhor escola de aviação. Saiu-me a ferros. Deitou-me ao chão várias vezes. Irritou-me. Desgastou-me. Levou-me ao limite e testou-o. Fez-me duvidar se o teria em mim várias vezes. Mas não saberia metade do que sei hoje se não tivesse passado por isso. Ainda hoje, tantos meses depois, me baseio em coisas que aprendi ali para tomar decisões. Por isso, quando me perguntam como foi trabalhar para aquela famosa companhia aérea azul e amarela da qual se ouve muito mal e pouco bem, a minha resposta é invariavelmente esta: se queres ficar nesta coisa da aviação durante algum tempo, então vai. Não vais encontrar melhor escola do que aquela. Melhor preparação mental para os desafios do dia a dia do que aquilo. Não vais descobri o quanto gostas disto enquanto não enfrentares o bicho mais difícil durante uns meses. Vai. Começa por baixo. Baixa a cabeça e aprende. Aprende tudo o que puderes. Observa muito. Absorve tudo. Deixa que a experiência te molde. E um dia, quando descobrires que o tens em ti, levanta a cabeça e sai. Porque tu mereces melhor, mas em algum momento, aquilo foi o tudo o que tu precisavas. O caminho faz-se caminhando. Não queiras tudo duma vez. Eu não me arrependo nem por um minuto dos caminhos que me levaram uma vez até Dublin.
Há seis meses atrás, no dia de hoje, o sol decidiu aparecer por entre as nuvens no céu da Irlanda, e enquanto o avião cruzava aquelas nuvens e o sol batia mais forte na minha janela, eu soube: dificilmente algo me mudaria tanto como aquele ano que tinha passado. E por isso, quando a lágrima teimosa que eu estava havia horas a tentar prender, finalmente caiu, eu deixei-a cair, enquanto olhava uma última vez para a vista mais verde de sempre. E, ao contrário de muitas outras lágrimas que me caíram ali, grandes e dolorosas, aquela foi de alegria. Por me ter tornado na pessoa que queria ser.

17.5.17

La la land

toda a gente falava maravilhas do filme antes dele estrear. quando saiu, ouvi horrores sobre ele. a opinião geral é que era uma valente seca. tenho a dizer que o vi ontem e adorei. histórias de amor sem um final feliz são outra coisa. e aquele o que poderia ter sido já no fim do filme, tocou-me bastante perto de casa. no final fiquei com o coração um bocadinho mais partido, mas com vontade de rever já o filme.

14.5.17

Long story short

REIS DA EUROPA!

Andam para aí a dizer até os avecs votaram em nós...

... Mas na verdade foram os emigrantes todos que temos na França pá.

Sobre os 3 Fs

fomos, vimos e dominamos.

13.5.17

O vídeo mais pedido de sempre*


*com três fantásticos pedidos.

Sobre a eurovisão - ou eu tinha mesmo de falar sobre isto

claro que gosto muito da música do nosso querido salvador. acho foleiro que quase todos os países tragam músicas em inglês. aliás, acho que devia ser obrigatório que as músicas fossem cantadas na língua do seu país, já que isto é um concurso de uns países contra os outros. e porque é que é mesmo que a austrália faz parte disto?

12.5.17

Manganet pergunta

que tipo de comida posso levar para um sítio onde não tenho frigorífico nem fogão para cozinhar nada?

- para além de bolachas, 'tá? Obrigadinha -

01:51h

Se estiveres a ver um filme bonito e tiveres comichão num olho e fores coçar vai sempre parecer que estás a limpar uma lágrima.

01:49h

Se estiveres a jogar um jogo de cartas tipo a sueca - em que tens um parceiro -, se precisares de tossir vai sempre parecer que estás a tentar fazer sinais para a outra pessoa.

25.4.17

Porra

ainda tínhamos tanto para dar.

21.4.17

A melhor parte dos cereais

é mesmo aquele leite que fica no fim e que é a cena mais gulosa de sempre.

16.4.17

I'll put this love in a bottle and I'll go to the beach, lose the pain and sorrow as it flows out to sea. And if it's you, if it's you, if it's you, you'll come back to me but for now I'll be right here with the memories. Just look at me now I've got reasons to smile 'cause the birds gonna sing and the rain's gonna fall and the sun will shine, just look at me now.

15.4.17

Esta semana fui ao ginásio duas vezes

um minuto de silêncio para apreciar este acontecimento.

Life in america

encontrei uma espécie de supermercado com uma secção de beauty que vende tudo em tamanho gigante e preços catitas. devia começar a aceitar encomendas e fazia negócio.

Ah e tal diz que é páscoa

mas como eu não tenho um ovo de chocolate, não conta.

11.4.17

Manganet pergunta

já alguém pintou o cabelo com henna? Opiniões sobre o assunto?

1h e pouco mais tarde...

estou completamente rendida. just take my money.

03:23h

super entretida a procurar o destino de férias para este ano.

6.4.17

Existem pessoas irritantes...

... e depois existem pessoas que filmam todos os vídeos do instastories em modo selfie e fazem duck face até em vídeo.

Não sei do que estão à espera para inventar isto

existem séries sobre tudo, tudo! advogados, médicos, bombeiros, criminosos em geral, homens, mulheres,... mas e para quando uma série sobre assistentes de bordo?!

Esta vida de standby

comecei a ver lost há dois dias e estou quase a acabar a primeira temporada.

A minha mãe diz que eu nunca saio de casa...

...como assim? ainda hoje fui lá abaixo despejar o lixo...

[e os contentores são na rua...]

5.4.17

Someone got over excited... and it wasn't me

hoje acordei com um email da minha irmã com se-ten-ta links para escolher o destino das férias.

4.4.17

23:55h

quantos finais são precisos acreditar que acabou mesmo?

Os dama são uma chungaria do caneco, mas têm algumas músicas que dizem muita coisa

É difícil, eu sei, largar alguém que nos fez tão bem. Olhar para trás e pensar, mas não convém porque a saudade aperta e eu fico sem saber como é que tudo mudou tanto. (...) Quando tu dizias que a luz dos teus olhos era eu, hoje sorrimos e perguntas porque que não deu. Estou cansado de viver num mundo só teu, dá-me um segundo ainda não te disse adeus. Eu não te disse adeus, não sei se um dia vou dizer quando só basta um clique para acontecer, mas a verdade é esta e custa a crer: nós não nos soubemos ter. Hoje é diferente, eu já não penso mais, se ainda somos o que fomos deixa lá... Agora olhamos um para o outro, sabendo que foi por pouco mas são memórias e nada mais.

3.4.17

Esta vida de adulto

no início do ano mudei de casa. em jeito de balanço, as despesas com a dita cuja foram tantas que durante o mês de janeiro e fevereiro gastei mais dinheiro do que aquele que ganhei. em março finalmente tive um saldo positivo, mas ainda assim as despesas foram tantas que o balanço positivo de março não foi suficiente para cobrir o saldo geral do ano. espero sinceramente que em abril essa situação se resolva, porque isto de ver ali números negativos no meu gráfico anual chateia-me à séria.

Podia fazer uma publicação com os melhores truques & dicas para lidar com jet lag

mas provavelmente não sou a pessoa indicada para o fazer, já que eu não lido com ele, eu simplesmente cedo aos seus poderes e deixo-o levar a melhor sobre mim.

[mas ainda assim avisem se estiverem interessados numa publicação dessas]

Desejosa - not

amanhã vou receber a visita duma pessoa da agência que me aluga a casa. diz que é um procedimento necessário levado a cabo em nome do senhorio. mas quê, é suposto deixar a pessoa bisbilhotar o que quiser bisbilhotar? é suposto oferecer-lhe chá ou café ou tento só pô-la na rua o mais rapidamente possível? alguém que me dê umas luzes porque eu não sei o procedimento para este tipo de situações.

Brevemente num canal de youtube perto de si...


31.3.17

30 dias em 30 segundos

It's a fat's world

uma vez que começas a interpretar o pequeno almoço nos estados unidos como sendo almoço e não pequeno almoço, fica muito mais fácil de comer omeletes e batatas fritas às nove da manhã. é só imaginar que acordaste à uma da tarde e que vais diretamente para o almoço.

7157

Duas cidades começadas por L. Uma para te conhecer, a outra para te perder.

Disse-lhe quando nos conhecemos

as pessoas só têm a importância que decidimos dar-lhe. É uma verdade tão sincera que dói cá por dentro.

Manganet ensina:

O tempo não cura nada, tu curas-te a ti própria ao longo do tempo; o tempo não faz as coisas ficarem mais fáceis, tu é que ficas melhor nisso.

28.3.17

Gostava mais da voz de rato

« Quando o mundo te vira as costas, tu viras as costas ao mundo. »


A verdade que não precisas de dizer

numa conversa daquelas que não interessam a ninguém, uma colega minha perguntou-me porque é que eu usava rímel à prova de água. disse-lhe que era por causa das lentes de contacto, para as poder pôr e retirar à vontade sem esborratar o rímel. ela acenou e disse que fazia sentido. mas a verdade é porque qualquer outro rímel não seria capaz de aguentar aqueles dez segundos de now panic and freak out quando fechas a cortina, encostas a cabeça na almofada e deixas o mundo desabar mais um bocadinho.

24.3.17

Viva os dias de standby

não tenho feito mais nada durante todo o dia sem ser ver filmes da disney.

É por estas e por outras que já me está a apetecer voltar ao trabalho

acabei de ver um fotografia no Instagram com várias pilhas de croissants.
Muitas saudades dos pequenos almoços de hotel.

23.3.17

A morning person que [aparentemente agora] há em mim

hoje acordei eram seis e meia da manhã.

22.3.17

A partir duma certa idade os joelhos já não perdoam

quando estás muito tempo sentada com as pernas à chinês e ficas com a sensação que nunca mais vais conseguir recuperar as pernas.

Que se danem os vizinhos

estou a ouvir música com o volume no máximo.

♫♫♫

Manganet e as mercearias

Quantos litros de leite encomendaste para a entrega de hoje?
Dezassete.

A sabedoria da internet

« quando uma pessoa gosta, ela volta; quando uma pessoa gosta muito, ela fica. »

Aparentemente ​agora sou uma pessoa que acorda cedo (?)

não sei como é que aconteceu, mas já é para aí o quinto dia consecutivo em que acordo antes das oito e meia da manhã, independentemente da hora a que me deitei.

Já devia ter ido dormir

porque agora, invariavelmente, fiquei com fome.

21.3.17

Pessoas com demasiado tempo livre chegam às conclusões mais interessantes

Podes tirar a miúda da preguicite mas não podes tirar a preguicite da miúda

tinha planeado aproveitar o tempo do voo para editar mais um vídeo do bullet journal.
adormeci assim que me sentei naquele avião.

Manias

sou incapaz de chegar a casa e deixar a mala de viagem ali no chão por arrumar. é como se a casa ficasse torta.

Houve um tempo em que todas as minhas canetas tinham tampa

depois eu saí de casa e o meu pai passou a usar a minha secretária como escritório.

Sobre a lista dos países felizes

portugal ficou na posição não-sei-quantos que calha já na segunda metade da lista. a sério? mas as pessoas em portugal são assim tão infelizes? eu sei que não há empregos e que o trabalho é escasso*... mas aqui está sol o ano inteiro! isso não conta para nada? não? pronto, se calhar é só o meu lado emigrante a falar mais alto e a achar que aqui é só boa vida.

* embora acredite mais que não falta trabalho, falta vontade de trabalhar

As pessoas caem mesmo nisto?

estou a ver o programa de tarot na sic e isto é uma banhada tão grande que nem consigo perceber como é que alguém pode cair nisto e achar que a senhora do tarot consegue ver alguma coisa nas cartas. Mas as pessoas não conseguem perceber que a senhora está só a dizer o que elas querem ouvir? E que quando fazem perguntas mais específicas ela desvia o assunto porque obviamente não existe uma resposta?!

20.3.17

Não é preciso pensar muito para chegar a esta conclusão

às vezes tenho saudades de ser estudante só para poder escrever e escrever e escrever e ter páginas e páginas, cadernos e cadernos escritos à mão. Usar as canetas até ao fim.

O que eu tenho mesmo saudades

é de chegar a casa e ter uma carta à minha espera no correio. Mas uma carta a sério. Daquelas com envelopes gordos e pirosos. Aquelas cartas com cartas por dentro. Aquelas cartas que levam no mínimo uma hora a ler.

Ah é verdade

deu-me um acesso de loucura no outro dia e cortei o cabelo pelos ombros. Foram assim uns quinze centímetros. Estava grande grande. E quando digo pelos ombros eu quero mesmo dizer é acima dos ombros. Devo ter apanhado muito sol na cabeça quando cheguei a Portugal porque isto só pode ter sido o resultado de semanas de jet lag misturadas com uma ensolação.

Da minha vida em geral e do youtube em particular

comida, bullet journal, apartment tours.

New job

É tudo muito bom mas e as saudades de pintar as unhas com cores que se vejam?

A blogosfera é a minha casa

São cinco da manhã e não consigo dormir mas pelo menos no que depender da pê vou ter sempre entretimento garantido.

Snack de gordos

Queijo fresco com açúcar e canela. Yummm.

As coisas características da minha infância

A voz do senhor que fazia a narração nos anúncios dos filmes da Disney.

A bela e o monstro

Fui ver ao cinema e adormeci durante a primeira parte. Para a segunda fui comprar pipocas. É bonitinho mas não achei nada de especial. Vi o trailer do filme original de animação e fiquei com vontade de o ver outra vez. Estava a fazer isso hoje com a minha mãe mas adormeci outra vez ao fim de uns minutos. Tudo jet lag, já disse. Amanhã retomo.

15.3.17

Mas será possível?

chego sempre a casa com uma lista gigante de coisas para fazer.

8.3.17

Adulting

quando tens de largar as coisas fixes que estás a fazer para ir fazer o jantar.

Como uma pessoa normal

já não sei fazer esta coisa de recurar as energias só com dois dias de folga antes de voltar ao trabalho.

A paz

que é voltar a organizar o desktop do computador.

7.3.17

O mais antigo de todos os dilemas: a resolução

E foi por isso que o universo criou as papas de aveia da bimby.

O mais antigo de todos os dilemas

Demasiada fome para dormir, demasiado sono para cozinhar.

2.3.17

O que é que se está a passar aqui?

esta pergunta idiota que eu fiz há quase sete anos atrás (minha nossa) esteve nas publicações mais lidas de fevereiro.

Current status

acho que as oreos me estão a dar a volta à barriga.

Disse-me a minha irmã

« the way out is through. »

Current status

a tapar o buraco do coração com oreos.

21.2.17

Da vida a fazer sentido

Esteve cinzento todo o dia. No momento em que eu decido descer para ir à piscina mesmo-sem-sol-sem-nada-que-está-calor-na-mesma, o sol aparece.

And when I think of you I swear I can hear my heart break into a thousand pieces.


But today the sun is not shining and when the sun is not shining I think of you.


20.2.17

17.2.17

Marquem nas vossas agendas

amanhã às quatro da tarde, enquanto eu atravesso o atlântico, sai o novo vídeo do meu bullet journal. subscrevam o canal para receberem uma notificação se querem estar em cima do acontecimento.

Matemática

no meu voo de amanhã 41 dos 341 passageiros são crianças. isso significa que 12% dos lugares estarão ocupados por pessoas que gostam de fazer barulho em geral.

Para meter inveja

a minha torradeira nova é roxa e brilhante.